segunda-feira, 24 de julho de 2017

Livros- Tudo tem uma primeira vez- Mariana Kalil



Difícil resistir a um título assim, tão pessoal. Afinal, todos nós temos muitas primeiras vezes e é por aí nossa identificação imediata com o texto de Mariana.
Leve, bem-humorado e solidário, o livro nos dá a certeza que toda primeira vez é um teste de sobrevivência ao qual somos submetidos com maiores chances de erro, do que de acerto, mas que uma vez vencido o desafio, deixa-nos,no mínimo, com boas histórias para contar.
Através das histórias de Mariana relembramos as nossas próprias, agora mais leves e inspirados e aproveitamos para olhar o mundo pelos olhos da autora, perceber suas crenças.
Boa e prazerosa leitura.

Tudo tem uma primeira vez- Mariana Kalil, 2015, editora Dublinense
Comprei por impulso na livraria, pensando nas jovens filhas e suas estreias.

Trecho do livro aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=tAmwbmSjDUA

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Filme- Billy Elliot



Filme que adorei desde a primeira vez que vi,  e que quase assisti, deu preguiça de sair do hotel,  como musical, em Londres.
Revi parte, dia destes na televisão , e cheguei a conclusão que será sempre novo para mim.
Nossa percepção muda e vemos o que não víamos e principalmente, entendemos onde nos toca.
Amo dança, minha linguagem artística primeira, e tudo que se refere à ela.
O filme é tocante e mostra um adolescente que enfrenta a sociedade em que vive, em tempos bem duros de se viver, para fazer o que é chamado pela ordem inaudita, e muitas vezes racionalmente questionável, do coração.
O jovem dançando "cura-se" e "abençoa" o entorno.
Vale para todos, jovens e velhos,  amantes ou não da dança, porque fala do tema universal das escolhas.
Amor para sempre por Billy Elliot

Billy Elliot- 2000- Irlanda-  Direção: Stephen Daldry  Roteiro: Lee Hall

Aqui uma cena de desafio, como os que enfrentamos todos os dias.

https://www.youtube.com/watch?v=69RNNex-sig

domingo, 9 de julho de 2017

Livro- Olhos de Mar cheios de água- Débora Corn



Débora é uma grata surpresa.
Pessoana, que é como designo os que são fãs de Fernando Pessoa, o poeta português, faz, em  seu livro,  um passeio por Portugal tendo por companhia a presença do próprio poeta.
Jovem e apaixonada, Débora nos presenteia com sua visão particular, seu sentimento do momento na eternidade das paisagens perpétuas.
Um deleite!

 "Um pastel de Belém portuense"

Os olhos azuis sacudiam mar
Mais um bocadinho de canela?
Como não admirar a paisagem,a  simplicidade e o gosto?

Azulejos e ela tinha simpatia
A portuguesa não era dona da confeitaria
Ventura no espírito era o a que possuía.

Olhos de Mar cheios de água- editora inverso- direto com a autora, ou a editora, ou, se tiver sorte, ao vivo , à cores e simpatia, perto de você.



terça-feira, 4 de julho de 2017

Um Chão sob os pés




Um Chão sob os pés

Aqui estou, depois de muito tempo, caminho e vida, tentando por um chão sob os pés.
Pés-patas-pernas  de um inseto kafkaniano que se agitam no ar na tentativa de recompor a postura.
Acontece, somos pegos pelos turbilhões e , para evitar danos maiores, soltamos o corpo e tratamos de nos manter respirando e , de preferência, sorrindo, mesmo que de pernas para o ar.
De volta ao chão, tentamos dar o segmento ao que podemos e da maneira que conseguimos.
Tudo muito bom, para lá de bom, excessivamente bom.
Boas coisas que vou contando aos pouquinhos , para contar tudo, e contando vou revivendo e recordando com o sorriso nos lábios e a mente lá no outro tempo e espaço, no desejo satisfeito, no sonho nem sonhado e já realizado, na felicidade, sempre ela, dos encontros.

Torçam por mim nesta empreitada.