domingo, 18 de junho de 2017

Livro- Barco a Seco- Rubens Figueiredo


Lido por indicação do grupo de leitura, o livro é prêmio Jabuti de 2002.
Não conhecia o autor que me encantou com sua habilidade em criar a história, e a história dentro da história, num tecido trabalhado e interessante.
Há também um grande esmero com a linguagem, que nos faz parar de quando em quando para apreciar suas construções.
O livro trata da história de um especialista, pesquisador da vida e obra de um determinado pintor,  suas descobertas e suposições sobre este e os relatos de sua própria trajetória,envolto em clima de suspense.
O enredo vai e volta e se parte como o movimento do próprio mar sempre presente.
Adorei!!

"A bengala tateou sem pressa o tapete, avaliou a solidez do minuto. Inácio avançou no ritmo exato para que a porta pudesse fechar sozinha às suas costas, no impulso do ponteiro de segundos que voltou atrás. E a ruptura estancou."

Barco a Seco- Rubens Figueiredo- Companhia das Letras, o meu peguei pela Estante Virtual

domingo, 11 de junho de 2017

Livro- Babbitt- Sinclair Lewis



Livo lido por indicação do grupo de leitura.
Autor americano que escreveu sobre a primeira metade do século XX.
Prêmio Nobel de 1930.
Em "Babbitt" relata o meio social e o comportamento do americano médio, seu gosto pela tecnologia, os loucos anos 20, a ascensão social, pela vida de seu protagonista, um corretor de imóveis de uma próspera cidade de médio porte do interior dos Estados Unidos.
Usa linguagem clara e cuidadosa, por vezes poética.
Devo confessar que quase desisti do romance, tão monótona achei sua primeira parte.
Por aconselhamento do grupo , fui em frente, num modo de leitura que denomino "lento" .
O livro é magnífico!!!
Não desistam na metade, avancem!!
O livo mostra a sociedade e os dilemas universais e atemporais.
Coisas que todos devíamos saber , pois já foram mil vezes observadas e descritas, mas que as vezes ainda nos pegam de surpresa.
Enfim! O atestado de que nada é novidade, você não é único em seu sentir , pensar, alegrar-se ou sofrer, o que pode ser decepcionante ao se perceber que não se é original, ou reconfortante ao saber que sua aflição não exclusividade sua.
Ah! Estes livros!!

"Um cachorro, um bom cachorro do campo,preto e lanudo, um cachorro rico de lazer e meditação, coçava-se, rosnava e dormia. O sol brilhava profusamente na água e no rebordo auriverde dos ramos de abeto balsâmico, nos vidoeiros prateados e nos fetos tropicais. Na outra margem do lago, ardia nas robustas espáduas das montanhas. Uma santa paz envolvia todas as coisas."

Babbitt- Sinclair Lewis- 1917- o meu da editora Abril, 1980, comprado em um sebo, mas há edições novas vendidas em livrarias.


domingo, 4 de junho de 2017

Filmes- O grande Gatsby



Leia o livro, veja o filme, sim, sim.
Vi tarde, mas antes tarde do que nunca.
Amo o trabalho do diretor Baz Luhrmann, inovador com Moulin Rouge e inimitável até hoje.
O filme é exuberante em sua apresentação com atualizações muito pertinentes trazendo o estranhamento poético que caracteriza o diretor.
Luxo é pouco!!
Beleza sem limites.
Um deleite!!!
O enredo é o clássico romance de F. Scott Fitzgerald, que já teve outras versões cinematográficas     htmlhttp://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2013/06/o-grande-gatsby-ganha-quarta-versao-relembre-os-protagonistas.html  e que retrata os loucos anos 20, a hipocrisia da sociedade e o poder do dinheiro.
Nada de  novo sob o sol.
Mais que recomendo!!
Vale ainda o bom passeio pela Nova York de então.

O Grande Gatsby, com Leo di Cáprio, Tobey Maguire ( Homem  Aranha)  e Carey Mulligan, 2013, direção de  Baz Luhrmann, visto em DVD, e à mão para ser revisto .